Skip to content

Abres - Associação Brasileira de Estágios

Fazer estágio é bom?

Ingressar no mundo corporativo por meio de um estágio é a melhor opção para quem estuda.

De acordo com a lei 11,788/08, o estágio é um ato educativo escolar supervisionado, desenvolvido no mundo corporativo, visando à preparação para o trabalho produtivo de educandos. Ou seja, a função vai além de um emprego, é uma extensão da escola ou faculdade e serve para o desenvolvimento pessoal e profissional.

Além de incluir o jovem no mercado de ocupações, a atividade tem o poder de dar responsabilidade e maturidade para o estudante. Colocar em prática os ensinamentos adquiridos em sala de aula pode deixar um indivíduo alguns passos à frente dos demais. Afinal, a vivência é voltada ao aprendizado, por isso, se erros vierem à tona, podem ser tolerados, mas sempre com a responsabilidade de corrigi-los para quando ser efetivado não voltarem a ocorrer.

Por ter uma carga horária reduzida (máximo de 6h diárias e 30h semanais), o estágio não toma tempo de estudos do aluno, podendo perfeitamente ser conciliado com a rotina da instituição de ensino. O melhor, segundo pesquisas, até 60% dos estagiários são efetivados no término de seus contratos, deixando de engordar o alto índice de jovens desempregados no país. A série da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios aponta, desde 2012, uma taxa de desocupação na faixa etária entre 18 a 24 anos acima da média nacional. Essa diferença aumentou ainda mais no fim de 2015 e chegou ao dobro (28.8%) da taxa total (13.7%) no primeiro trimestre desse ano.

Agora você já sabe: ser um estagiário é ótimo e acarretará diversos benefícios à sua vida!

Seme Arone Junior é presidente da Abres - Associação Brasileira de Estágios