Skip to content

Abres - Associação Brasileira de Estágios

:: 19/08/2019 | Jornal Montes Claros |

Estagiários aprendem sobre o ambiente assistencial e corporativo no HUCF

Aprender sobre uma profissão é importante para jovens que buscam espaço no mercado de trabalho. E o estágio é o caminho mais rápido para colocar os conhecimentos adquiridos em sala de aula em prática, não só pela supervisão de profissionais já qualificados como um dos diferenciais, como também pela possibilidade de abrir as portas para uma colocação após a conclusão do curso técnico ou superior.

No próximo dia 18, comemora-se o Dia Nacional do Estagiário. E a data reforça a importância desses futuros profissionais para o bom atendimento dentro do Hospital Universitário Clemente de Faria (HUCF), vinculado à Unimontes e 100% SUS. Segundo dados do departamento de Pessoal do HUCF, a unidade conta, atualmente, com 65 estagiários contratados na instituição hospitalar. Deste total, 30 cursam o Ensino Médio e 35 o Ensino Superior.

Sandra Regina de Oliveira, gerente de Enfermagem do Pronto Socorro do HUCF, explica que a presença de acadêmicos e estagiários em Enfermagem é importante, pois estão muito abertos a aprender e se tornarem profissionais aptos ao mercado de trabalho. Além disso, observa, eles colaboram sobremaneira com o trabalho e os cuidados prestados à saúde de todos os pacientes.

“Tudo começa com a expectativa e ansiedade desses jovens em adquirir conhecimentos teóricos e práticos para se tornarem profissionais de excelência. Eles possuem vigor, disposição e real interesse em relação ao trabalho. Em geral, são extremamente proativos, com dedicação para suas tarefas e procurando o bem-estar dos pacientes. Sem contar que a presença desses jovens, torna o ambiente mais alegre, eficiente e carinhoso”, disse a gerente de Enfermagem do Pronto Socorro.

Henrique Buriti é estudante do 2º período do curso Técnico em Enfermagem, do Centro de Educação Profissional e Tecnológica da Unimontes. Ele faz estágio há um ano no Pronto Socorro do HUCF e entende que a oportunidade de estar em um Pronto Socorro representa a oportunidade para aprender e ter um currículo diferenciado para apresentar no mercado de trabalho.

“Aprendemos a lidar com pacientes e com os colegas de trabalho de uma forma mais humanizada e ética. Somos expostos a diversas experiências que transcendem o conhecimento técnico e que levaremos para a nossa vida pessoal e profissional”, disse o estagiário.

O Centro de Integração Empresa-Escola de Minas Gerais (CIEE/MG), conforme último levantamento, fechou julho com 11.309 estudantes em estágios em todo o Estado. Ainda de acordo com os dados da Unidade Regional Norte de Minas, sediada em Montes Claros, atualmente 1.221 estudantes estão em estágio na região.

Os cursos do ensino superior com maiores demandas por vagas de estágios foram: Administração, Ciências Contábeis, Direito, Comunicação Social, Ciência da Computação e engenharias. Para o ensino médio, as maiores demandas por vagas foram para os cursos técnicos de Administração, Logística, Enfermagem e Informática.

Em Minas Gerais, segundo o último Boletim Estatístico CIEE, foram encaminhados 868.468 estagiários de janeiro a junho deste ano. Um crescimento de 3,8% se comparado a 2018. Segundo a Associação Brasileira de Estágios (Abres), o último Censo da Educação Básica do Inep/MEC de 2017 mostrou que no Ensino Médio Técnico eram 1.463.733 alunos. Juntando os dois níveis (médio + médio técnico), somou-se 9.394.117 estudantes.

Dos 9.394.117 alunos, 260 mil estagiavam (2,7%) no Ensino Médio e 740 mil estagiavam (8,9%) no Ensino Superior. Já região Sudeste é a que apresentou maior número de alunos do Ensino Médio e Técnico com 3.947.143 (42,02%) e deste total, 147.333 eram estagiários (56,67%). Quanto ao Ensino Superior no Sudeste, existiam 3.705.394 (44,72%) de alunos e 444.001 (60,00%) era o quantitativo de estagiários em 2017.